Viva la France

Primeiro, Chantal Akerman chegando de mansinho como a grande mostra do primeiro semestre…

Logo depois, Brakhage – que não é francês, nem tem nada a ver com isso, mas tinha que entrar de alguma forma no post – durante duas semanas na Caixa.

Sem tempo de descanso, Marguerite Duras emendando com o americano na própria caixa.

Agora, Jacques Tati começando no CCBB e, só para dar um tempinho de folga, Chris Marker marcado para dia 26 de maio no mesmo Centro Cultural.

É por essas e outras que digo: Paris, em 2009, é aqui. E viva o Ano da França no Brasil!

(Há quem prefira os fogos na Lagoa. Beleza, cada qual com sua preferência).

Desde já, inicio a campanha para que 2010 seja o ano da Itália, 2011 o ano do Japão, 2012 o ano da Alemanha pré-1980, 2013 a 2015 os anos do cinema norte-americano de gênero e assim a geopolítica mundial vai se resolvendo dentro da sala de cinema.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: